PNCQ cresce 10% em 2014


Durante o Congresso Brasileiro de Análises Clínicas (CBAC), o PNCQ realiza uma reunião aberta para apresentar os números dos últimos doze meses. No encontro deste ano, além dos números apresentados o Fundador e Coordenador-Geral do PNCQ por quase quarenta anos, Dr. José Abol Corrêa, passou o bastão do comando do maior Provedor de Ensaio de Proficiência para o Dr. Francisco Edison Pacifici Guimarães, atual Superintendente do PNCQ.

 

 

 

Atualmente, 4.667 laboratórios participam dos programas de controle de qualidade do PNCQ. Divididos em:

• Laboratórios Clínicos: 4.556
• Laboratórios de Citopatologia: 247
• Laboratórios de Biologia Molecular: 16
• Hemocentros e Bancos de Sangue: 59
• Toxicologia/Medicina do Trabalho: 20

No ano de 2014, houve um crescimento de cerca de 10%, totalizando 484 novas inscrições; 91 reinscrições (laboratórios que estavam inativos) e 123 cancelamentos. Francisco Guimarães enumera algumas das principais ações em prol da modernização do PNCQ, “produzimos materiais de referência PNCQ para Bioquímica, Microbiologia, Vitamina D e Toxicologia (constituintes voláteis, compostos orgânicos, compostos inorgânicos e sangue total) obedecendo aos mais rigorosos padrões de qualidade, rastreáveis aos padrões NIST 909c (National Institute of Standards and Technology) ou ATCC (American Type Culture Collection) de acordo com a ISO Guia 34”. Todo esse material pode ser usado pelos fabricantes de reagentes e pelos laboratórios de análises clínicas como calibradores.

“Recentemente, o PNCQ também desenvolveu uma amostra-controle de DNA para ser utilizada na detecção do Bacilo da Tuberculose, para aplicação nos equipamentos GeneXpert System, utilizados pelos LACEN no país”, destaca o atual Superintendente.

O PNCQ produz em larga escala amostras com capacidade para atender pedidos por um ano. Por isso, passou por transformações estruturais nos últimos anos. Inicialmente, 1.155m2 comportavam os laboratórios, a área administrativa e a linha de produção com o estoque. Após três fases de expansão, a sede tem, atualmente, 2.320m2 de área construída. Neste espaço, durante o ano passado, o PNCQ:

• produziu amostras-controle para 63 programas;
• avaliou o desempenho de 352 analitos;
• avaliou mais de 3,5 milhões de resultados.

Tudo isso é resultado de investimento em pesquisa e para aprimorar os produtos do PNCQ está sendo feito convênio com universidades para impulsionar o desenvolvimento e a pesquisa de insumos e novos materiais de controle.



Published: 7/21/2015

Inscreva-se





Área Restringida