BrCAST estabelece normas de interpretação para os testes TSA


O Ministério da Saúde publicou a Portaria Nº 64, de 11 de dezembro de 2018, que determina a utilização das normas de interpretação para os testes de sensibilidade aos antimicrobianos (TSA) aos laboratórios públicos e privados do País, com base nos documentos da versão brasileira do European Committee on Antimicrobial Susceptibility Testing (EUCAST/versão BrCAST).

A legislação foi elaborada considerando:

  • a necessidade de padronização da interpretação dos testes de sensibilidade aos antimicrobianos, nos laboratórios clínicos e de pesquisa;
  • a necessidade de fortalecer a rede laboratorial, tornando imprescindível a implementação de instrumentos para a padronização dos testes de determinação dos perfis de sensibilidade;
  • a melhoria da qualidade dos resultados dos testes de sensibilidade aos antimicrobianos in vitro, para uma melhor vigilância epidemiológica e clínica;
  • a necessidade de nortear adequadamente a prescrição do medicamento, bem como as medidas prevenção e controle para impedir a disseminação de doenças infectocontagiosas; e
  • as resoluções dos membros do Grupo de Trabalho para análise de Metodologias para Testes de Sensibilidade usadas em Laboratórios de Microbiologia (GT-TSA).

O prazo para os laboratórios se adequarem à metodologia BrCAST é de 12 (doze) meses, contados a partir da data de publicação da Portaria no D.O.U. (14/12/2018).

Os documentos estão disponíveis para download gratuito aqui.



Publicado em: 25/3/2019

Inscreva-se





ÁREA RESTRITA