Hepatite viral B: pesquisa traça perfil de mortalidade


Atentos à alta incidência e resistência do vírus da hepatite B, pesquisadores do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do SUS e da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde realizaram estudo com o intuito de descrever o perfil de mortalidade pela doença no país. As conclusões foram publicadas nos Cadernos de Saúde Pública da Fiocruz.

O estudo, realizado com base nos óbitos por hepatite B registrados no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) entre 2000 e 2009, revelou que a taxa bruta de mortalidade no país permaneceu constante, variando de 0,3 a 0,4 por 100 mil habitantes. Foram registradas 5.441 mortes pela doença no período.

Transmitido pelo sangue ou por fluidos corpóreos e com infectividade de 50 a 100 vezes superior ao vírus do HIV, a hepatite B, doença transmitida pelo vírus HBV, é um grave problema de saúde pública.

Fonte: Agência Fiocruz de Notícias.


Publicado em: 10/4/2015

Inscreva-se





ÁREA RESTRITA