PNCQ estreita cooperação com países de língua portuguesa


A programação científica do Congresso Brasileiro de Análises Clínicas (CBAC) deste ano fez duas mudanças significativas visando trazer mais diversidade de informação – e informação de qualidade – para os participantes do evento. A primeira delas foi a realização do 1º Congresso de Controle de Qualidade Laboratorial dos Países de Língua Portuguesa, onde havia especialistas estrangeiros palestrando em uma programação integrada ao CBAC.

“Foi muito rica a participação dos colegas de língua portuguesa de Portugal e da África compartilhando experiências nas áreas do controle de qualidade e das análises clínicas. A partir desta experiência, vários contatos para trabalhos de colaboração científica foram feitos entre o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge de Portugal, a SBAC e o PNCQ”, declara o Coordenador Científico do CBAC, Marcos Fleury.

A segunda estratégia de mudança na programação cientifica veio com a ampliação dos temas abordados. Além das áreas tradicionais do conhecimento do laboratório de análises clínicas, palestras, cursos e mesas redondas dividiram as atenções dos congressistas com temas que agora fazem parte do universo do profissional do laboratório como o marketing, a gestão, o controle de qualidade e os diversos aspectos das relações do laboratório com médicos, pacientes e com os órgãos de saúde pública e privada.

“O Congresso abordou temas que fazem parte do dia a dia daqueles que estão na bancada do laboratório sem se esquecer das novidades metodológicas e tecnológicas disponíveis a uma velocidade cada vez maior”, comenta Fleury.



Publicado em: 21/7/2015

Inscreva-se





ÁREA RESTRITA